Vendas globais da Caterpillar sobem 12% no 2º tri

Na América do Norte, o principal mercado da fabricante de tratores e escavadeiras, o ganho foi de 24%.

24 de julho de 2012 – As vendas  globais da Caterpillar subiram 12% no segundo trimestre e 11% nos três primeiros meses do ano frente ao mesmo período do ano anterior. Contudo as vendas da companhia seguem perdendo força em virtude do enfraquecimento da economia global, sobretudo na Europa e na América Latina. 

Na América do Norte, o principal mercado da fabricante de tratores e escavadeiras, o ganho foi de 24% no trimestre encerrado em 30 de junho, inferior à elevação de 31% registrada em maio e do ganho de 32% visto em abril. 

De acordo com a companhia, o resultado na América do Norte à substituição de máquinas cujo ciclo de vida havia sido prorrogado em função da crise de 2008. Porém, o enfraquecimento das vendas ante os meses anteriores sugere que a comercialização dos equipamentos na região está perdendo força. 

Na América Latina, apesar dos resultados mais fracos, a expectativa é de melhora, especialmente no Brasil. Em junho, as vendas da Caterpillar na região caíram 3% contra o mesmo período de 2011, após queda de 6% em maio e recuo de 13% em abril. 

Já na Europa, África e Oriente Médio, as vendas ficaram estáveis em junho, após ganho de 4% em maio e alta de 14% em abril. 

Por outro lado, as vendas na região Ásia-Pacífico subiram 16%, puxadas pelo mercado chinês. Em maio, o avanço na região foi de 5%.

Fonte: http://www.ultimoinstante.com.br/empresas/balancos-resultados/77094-Vendas-globais-Caterpillar-sobem-tri.html#axzz21dViomo1

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Caterpillar e PESA: uma parceria de 60 anos que transformou a economia do Sul do Brasil

Em 2012, a Pesa – Paraná Equipamentos S/A – comemora 60 anos de parceria com a marca norte-americana Caterpillar, uma das maiores fabricantes de equipamentos pesados do mundo.

Fundada por Leonidas Lopes Borio, em agosto de 1947, inicialmente a empresa era conhecida como Sociedade Meridional de Materiais e Equipamentos Ltda. Em 1952, depois de receber autorização para representar a Caterpillar no estado do Paraná, passou a se chamar Paraná Equipamentos S/A. Essa conquista foi algo inédito e também contribuiu para o desenvolvimento do estado. Graças à visão empreendedora de Leonidas, a empresa atingiu um novo patamar. E no início da década de 1990, a empresa foi nomeada representante Caterpillar para toda a região Sul do país, adotando, mais tarde, o nome Pesa.

Segundo Rogerio Borio, diretor de operações e filho do fundador da Pesa, o momento é de preparar a empresa para que cada dia mais possa oferecer equipamentos de alta qualidade. “Ao mesmo tempo, estaremos empenhados em proporcionar um pós-venda inigualável, zelando para que o nosso cliente tenha uma experiência gratificante em todo o ciclo do relacionamento com a Pesa”, ressalta Borio.

“É bom ver que sobrevivemos 65 anos – 60 só de parceria com a Caterpillar. Hoje em dia, não são muitas as empresas que conseguem superar as adversidades e seguir adiante. Aprendemos com as lições do passado, mas é importante lembrar que tradição não é o suficiente para manter a empresa em pé. Nós sempre buscamos mais, estamos vivendo um momento de reinvenção da Pesa para fortalecer a nossa capacidade competitiva”, comenta Rogerio.

A parceria com a Caterpillar também foi fundamental para o crescimento e a perpetuação da empresa, já que, segundo Borio, a Pesa se uniu a uma marca de vanguarda não só em tecnologia, mas também em marketing. “É gratificante trabalhar lado a lado com eles, por tudo o que são e representam no mercado mundial, sempre dando apoio aos revendedores e clientes. Sustentar uma parceria de 60 anos exige um esforço grande de ambas as partes e nós queremos, ainda, levar essa parceria para as próximas décadas”, reforça.

Para isso, a empresa paranaense criou um planejamento estratégico de longo prazo que estabeleceu metas ousadas, dentre as quais estar entre os 10 melhores revendedores Caterpillar do mundo. O plano, batizado de Pesa 2016, foi desdobrado em uma série de ações visando o crescimento sustentável da empresa. A revendedora também investiu pesado em novas tecnologias para melhorar os processos da empresa e, assim, trazer mais velocidade no atendimento. A área de TI implantou smartphones e tablets, com o objetivo de proporcionar mais mobilidade aos vendedores e mecânicos de campo. Para melhorar a qualidade nos processos de tomada de decisão, a companhia investiu em um CRM e também adotou um software de business intelligence.

Além da qualidade e confiabilidade dos equipamentos Caterpillar, outro ponto que ajudou a fortalecer a relação entre as duas empresas e otimizar as vendas foi a instalação, em outubro de 2011, de uma moderna fábrica da marca norte-americana em Campo Largo, cidade da região metropolitana de Curitiba. A unidade já está produzindo a retroescavadeira 416E, uma das máquinas mais vendidas, e em breve passará a fabricar, também, o modelo de carregadeira 924H. A fábrica de Campo Largo é a segunda da empresa, que conta também com uma estrutura de 214 mil metros quadrados de área construída em Piracicaba, São Paulo, onde são produzidos 40 modelos de classe mundial.

“Essa proximidade facilita a negociação e temos respostas rápidas para tudo o que precisamos. Além disso, a partir do programa de visitas à unidade, podemos proporcionar aos nossos clientes uma experiência única: conhecer a linha de produção de equipamentos pesados e todas as particularidades dessa produção. Com todos esses diferenciais e o nosso forte know-how na área, vamos continuar trilhando um caminho de sucesso para cada vez mais superar as expectativas dos nossos clientes”, completa o diretor de operações da Pesa, Rogerio Borio.

Campanha de sucesso -Após vários meses de planejamento, a Pesa lançou a campanha institucional em comemoração aos 60 anos de parceria com a Caterpillar.

Carlos Schubert, gerente de marketing e peças da Pesa, comenta como foi a ideia da campanha lançada em julho. “Utilizamos como mote a conquista da representação da marca Caterpillar pela Pesa, em 1952, foi algo inédito para a economia do Paraná. A campanha utiliza os principais acontecimentos mundiais daquele ano para criar um paralelo com a conquista. Além disso, estamos utilizando o slogan ‘Caterpillar e PESA. Juntos pelos próximos 60 anos’, que traduz o compromisso da Pesa em perpetuar a parceria com a Caterpillar pelas próximas décadas”, declara.

A campanha será veiculada nas principais revistas de negócios e construção em toda a região Sul do país, com materiais de apoio nas 14 filiais da Pesa, e marca o início de um grande esforço de comunicação para o fortalecimento institucional da marca.

A PESA é um dos principais revendedores de máquinas e peças do país e uma das maiores empresas privadas do Paraná. Ao longo de mais de seis décadas de atuação, a empresa construiu uma rede de 14 filiais e conta hoje com 1.000 colaboradores. Essa presença local permite muito mais proximidade com os clientes e, consequentemente, mais rapidez e qualidade no atendimento. Em 2011, a empresa faturou mais de R$ 850 milhões e a expectativa é de atingir a marca de R$ 1 bilhão em 2012.

Atuando em mercados de construção pesada, pavimentação, industrial, de mineração e marítimo, além de petróleo, gás, florestal e agrícola, a PESA oferece aos seus clientes não só equipamentos de alta qualidade, mas serviços indispensáveis para a manutenção e o bom funcionamento deles. Assistência técnica, garantia estendida e um serviço de aluguel de máquinas são apenas alguns dos serviços oferecidos pela empresa, que vem crescendo também no mercado florestal e de energia.

A experiência de várias décadas com a linha de equipamentos da empresa americana Caterpillar contribuiu para que a PESA assumisse a representação de produtos complementares de outras importantes marcas mundiais como Mitsubishi, Taylor Dunn, Genie e pneus Goodyear, Tutric e Continental.

Publicado em: 13/07/2012 – 08:11 

Fonte: http://www.revistafator.com.br/ver_noticia.php?not=209949

13/07/2012 – 08:11 

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

Caterpillar pode começar a produzir a partir de março

Em matéria publicada pelo jornal Correio do Brasil, no último dia 25 de Janeiro, anuncia a ida da Caterpillar para a cidade de Sete Lagoas-MG.

O diretor geral da unidade brasileira da Progress Rail Services (Grupo MGE Transportes/Caterpillar), Carlos Roso, afirmou nesta terça-feira (26), que a fábrica da Caterpillar em Sete Lagoas pode começar a produzir locomotivas a partir de março do ano que vem. A princípio, a empresa já possui encomenda de 21 locomotivas do modelo SD70.

 O anúncio da vinda da Caterpillar para Sete Lagoas foi feito em sua sede mundial, no Estado de Illinois (EUA), na última segunda-feira. Billy Ainsworth, presidente e executivo-chefe da Progress Rail Services, foi quem, direto da matriz norte-americana, fez o pronunciamento sobre a instalação.

 A unidade sete-lagoana será operada pela subsidiária MGE Equipamentos e Serviços Ferroviários Ltda. A previsão é a de geração de 600 empregos diretos mais a vinda de empresas fornecedoras para o parque industrial de Sete Lagoas. A fábrica terá 100 mil metros quadrados, sendo 12 mil de área coberta. A Caterpillar vai montar e fabricar locomotivas da marca Electro-Motive Diesel Inc (EMD). Será a primeira a produzir locomotivas EMD fora da América do Norte.

 Estamos acelerando na busca de novos investimentos produtivos e está muito claro que Sete Lagoas passa por um excelente momento em seu processo de desenvolvimento econômico. Nosso desafio, entretanto, continuará sendo preparar a cidade para garantir melhores condições de vida aos sete-lagoanos. Temos grandes conquistas nessa área e vamos avançar ainda mais”, enfatizou o prefeito Mário Márcio Maroca, que ressalta também a negociação entre a Prefeitura de Sete Lagoas e a Ferrovia Centro Atlântica, pertencente à VALE (Companhia Vale do Rio Doce).

 A Caterpillar vai se instalar no terreno de uma antiga oficina de locomotivas da FCA, hoje utilizada como depósito e arrendada a longo prazo pela Progress Rail.

A oficina é servida por bitola mista, uma das vantagens para a vinda da empresa para Sete Lagoas. Os estrados e a cabine serão fabricados em Sete Lagoas; e os componentes adquiridos de fornecedores nacionais.

 “Nós estamos orgulhosos em anunciar a abertura dessa unidade, que vai nos permitir produzir locomotivas para nossos clientes brasileiros e continuar a fornecer produtos de qualidade para os nossos clientes em todo o mundo. Acreditamos na comunidade de Sete Lagoas, no Estado de Minas Gerais e no Brasil. A unidade vai oferecer à nossa organização uma localização excepcional a partir da qual nós vamos produzir locomotivas de qualidade internacional”, afirmou, na segunda-feira, o presidente mundial da Caterpillar.

 

Fonte: http://correiodobrasil.com.br/caterpillar-pode-comecar-a-produzir-a-partir-de-marco/362780/

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Caterpillar inaugura nova unidade em Campo Largo

O prefeito Edson Basso participou, na terça  (18), da inauguração da nova unidade da multinacional Caterpillar em Campo Largo. A inauguração marca o inicio oficial da produção de retroescavadeiras e carregadeiras da marca no município. Além do prefeito de Campo Largo, o evento contou com a presença do Governador do Estado Beto Richa, dos vice-presidentes da Caterpillar- mundial- Chris Schena e Mary Bell, do presidente da empresa no Brasil, Luiz Carlos Calil, empresários, secretários de estado e municipais e autoridades políticas.

O  processo de instalação começou em setembro de 2010, com a aquisição do terreno da antiga montadora de motores TMT Motoco. Em sete meses o espaço de um milhão de metros quadrados recebeu expansão e adequação física, de acordo com o presidente da Caterpillar no Brasil, o tempo é recorde em toda a história da fábrica.

A empresa investiu cerca de R$ 170 milhões no município e até a metade de 2012 pretende injetar a soma de R$350 milhões no país. Inicialmente, a unidade de Campo Largo irá produzir a retroescavadeira 416E (com profundidade de escavação de 4,36 metros e opção de braço extensível de 5,45 metros) e, a partir do ano que vem, iniciará a produção da carregadeira de rodas 924H. O objetivo da nova fábrica é expandir os negócios para o Mercosul e aliviar a unidade de Piracicaba, que hoje produz no limite de sua capacidade.

Até 2013, quando a nova fábrica estiver produzindo em plena capacidade, vai gerar 1000 postos de trabalhos diretos, atualmente conta com 260 funcionários. “A intenção é que ao menos 90% deles sejam preenchidos por campo-larguenses”, disse Calil.

De acordo com o prefeito Edson Basso a inauguração da fábrica representa o bom desenvolvimento do município. “Campo Largo apresenta um cenário favorável para desenvolvimento industrial; Tem se destacado pelo fácil acesso à capital e ao porto e pela qualificação profissional. A inauguração da Caterpillar consolida esta boa e duradoura fase do município, sua [da empresa] imagem sólida e íntegra agrega muitos valores à nossa cidade, com certeza esta grande parceria será benéfica para ambos os lados. Sou muito grato em poder ter dado minha contribuição, como prefeito, para a vinda e instalação desta grande empresa”, afirmou.

O prefeito lembrou a crise que encontrou em 2005, com a saída da TMT Motoco e declínio de pequenas empresas prestadoras de serviço, e a chegada da Caterpillar demonstra a retomada dos investimentos na cidade. “Não há nada mais triste do que um homem tirar o trabalho de outro homem, tivemos uma dura crise econômica, mas hoje somos vencedores”, declarou.

O governador Beto Richa enfatizou a participação do prefeito para a definitiva inplantação da Caterpillar no Paraná. “O Prefeito foi o primeiro a assumir o ousado desafio de trazer a multinacional ao estado, e conseguiu por ser um administrador decente que briga para defender os interesses de seu povo”, declarou.

A unidade terá 50 mil metros quadrados de área construída e fará investimentos na preservação ambiental e na formação e qualificação dos trabalhadores, por meio de parceria com escolas profissionalizantes e institutos de pesquisa.

Fonte:http://agoraparana.uol.com.br/index.php/cidade/campo-largo/5162-campo-largo.html

 

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

GUIA VOCÊ S/A-EXAME ELEGE CATERPILLAR A MELHOR EMPRESA PARA VOCÊ TRABALHAR NO SUDESTE

A Caterpillar participa deste ranking há oito nãos consecutivos e está entre as  primeiras colocações  há cinco anos

Piracicaba, 7/09/2011. A Caterpillar Brasil  está novamente no pódio das melhores empresas para trabalhar. Desta vez, o reconhecimento pelo bom ambiente de trabalho desenvolvido em sua unidade de Piracicaba veio do Guia Você S/A-Exame. Este ano, a pesquisa mudou a forma de premiação, apontando as melhores empresas por região, o que levou a Caterpillar a conquistar a primeira posição do Sudeste. Recentemente, a empresa também foi eleita a 2ª melhor empresa e 1ª. melhor  indústria da 15ª edição do ranking das melhores empresas para trabalhar no Brasil,  realizado pelo Great Place to Work Institute (GPTW).  Com estes resultados, a Caterpillar é hoje a única empresa a figurar entre as cinco melhores empresas para trabalhar no Brasil, por cinco anos consecutivos.

Segundo Luiz Carlos Calil, presidente da empresa, a Caterpillar tem estimulado o espírito empreendedor e o engajamento de seus funcionários por meio de um ambiente positivo de trabalho, focado em valores, que faz com que as pessoas se sintam em sua segunda casa e tenham muito orgulho da marca que ajudam a construir. “Cada  indivíduo compreende a importância de seu trabalho para o sucesso da empresa e é reconhecido por sua participação na condução da estratégia de negócios. Isto gera um ambiente altamente motivador, pois faz com que os funcionários se sintam também donos do negócio”, afirma Calil.

A Caterpillar se destacou no ranking pela satisfação de seus funcionários em trabalhar na empresa e credibilidade de suas ações. A pesquisa também apontou como diferenciais da empresa o ambiente imparcial, que promove  respeito, justiça, transparência e favorece o desenvolvimento profissional. Os investimentos em segurança, saúde e qualidade de vida também são considerados pontos fortes de suas práticas de gestão.

Premiação do Guia Você S/A-Exame

1ª. Melhor Empresa para Você Trabalhar no Sudeste

Premiações do GPTW:

2ª. Melhor Empresa para Trabalhar no Brasil

1ª. Melhor Indústria para Trabalhar no Brasil

Destaque na prática cultural “Inspirar”

9ª. Melhor Empresa na categoria Comunicação para Funcionários

Sobre a Caterpillar Brasil: Sediada em Piracicaba (SP), a Caterpillar Brasil celebra 57 anos de presença e liderança absoluta de mercado em seus segmentos de atuação, além de acumular as certificações em Excelência Operacional Classe A, ISO 9001 e ISO 14001. A linha nacional de produtos é composta de 40 diferentes modelos de máquinas, entre escavadeiras hidráulicas, compactadores, carregadeiras de rodas, motoniveladoras, retroescavadeiras e tratores de esteiras. Produz também grupos geradores nas faixas de 32 a 750 kVA de 1360 ekW a 2250 ekW, ferramentas e acessórios especiais para seus equipamentos.  A empresa conta com 6.000 funcionários, sendo reconhecida pela gestão de pessoas, suas ações de responsabilidade social e respeito ao meio ambiente. Em setembro de 2010, anunciou planos de expansão de sua manufatura no país, adquirindo uma nova unidade industrial, em Campo Largo (PR), que deverá entrar em operação ainda este ano. A empresa é a principal exportadora de seu setor e a 19ª. do país no primeiro semestre de 2011. Desde 2004, é classificada como uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil e na América Latina pelas pesquisas do Great Place to Work e Guia Você S/A-Exame.   A Caterpillar é hoje a única empresa a figurar entre as cinco melhores empresas para trabalhar no Brasil, por cinco anos consecutivos.
Informações adicionais à imprensa:
Rosa Morais
55-19-2106.2245/ 8149.9127

rosamorais@cat.com

Caterpillar Brasil

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Caterpillar anuncia compra da Bucyrus por US$ 7,6 bi

NOVA YORK – A fabricante de equipamentos pesados norte-americana Caterpillar anunciou hoje um acordo para comprar a Bucyrus International por cerca de US$ 7,6 bilhões, em dinheiro. A Caterpillar pretende criar com a aquisição um negócio integrado de equipamentos de mineração, tendo em vista que a competição da demanda mundial por commodities mostra poucos sinais de abatimento.

A Caterpillar tem tentado há muito tempo expandir sua presença no setor de mineração, enquanto a Bucyrus queria adicionar uma carteira de escavadeiras e máquinas de extração à sua linha de caminhões grandes e de máquinas para movimentação de terra. A Caterpillar está oferecendo US$ 92 por cada ação da Bucyrus, o que corresponde a um prêmio de 32% sobre o preço de fechamento do papel da companhia na última sexta-feira.

O acordo proposto, programado para ser concluído em meados de 2011, é o primeiro movimento em larga escala do chairman e executivo-chefe da Caterpillar, Doug Oberhelman, que assumiu a administração da companhia em julho. As informações são da Dow Jones.

Fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/not_43405.htm

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Expoforest 2011 gera mais de 100milhoes de reais em negócios

A Expoforest 2011 – Feira Florestal, realizada entre os dias 13 e 15 de abril, em Mogi Guaçu (SP), superou todas as expectativas. Com 8753 visitantes de diferentes partes do Brasil e do mundo, a primeira feira florestal dinâmica da América Latina, surpreendeu ainda pelo volume de negócios gerados durante os três dias: mais de 100 milhões de reais. Os 127 expositores apresentaram mais de 158 marcas. O evento contou com visitantes de 743 cidades dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal e de um público expressivo de estrangeiros de 26 países, entre eles Argentina, Chile, Uruguai, Canadá, Alemanha, Suécia, Inglaterra,Áfricado Sul.

Segundo um dos organizadores do evento, Ricardo Malinovski, o resultado positivo mostra que o setor estava carente de um evento desse porte e com essas características. “A feira dinâmica permitiu aos visitantes e aos expositores uma nova forma de relacionamento e a possibilidade de uma negociação direta. O volume de negócios surpreendeu a organização e os expositores”, afirma.

O geógrafo da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, Renato Moreira, ficou impressionado ao ver os equipamentos de colheita em funcionamento. “Acompanho diversas feiras agropecuárias e esta superou as expectativas”, diz. Moreira conta que gosta muito da área de silvicultura de precisão, tanto que faz especialização em gestão florestal na Universidade Federal do Paraná. “Ficou explicito a tecnologia avançada do setor, principalmente nas grandes empresas. As pequenas também têm espaço para crescimento e inúmeras possibilidades de investimento”.

Um dos objetivos da feira foi atrair o maior número de lançamentos para o setor. Foram mais de 150 novidades, entre equipamentos, máquinas, serviços e produtos como fertilizantes e insumos para o plantio.

A norte-americana Caterpillar apresentou cinco máquinas voltadas para esse mercado. Escavadeira, skidder, forwarder, harvester e feller buncher dominaram uma área aberta no meio da floresta de eucaliptos para cortar, colher, deslocar e agrupar as árvores.

A grande novidade foi o lançamento nacional do cabeçote harvester para escavadeira, adaptado para o uso em árvore de eucalipto, que pode ser utilizada para derrubada, descalhamento e descascamento das toras.

A importância da parceria entre os setores privado, público e de pesquisa foi destacada por Jorge Roberto Malinovski, um dos organizadores da feira, como imprescindível para o estímulo do segmento florestal. Foi através dessa parceria que o evento se tornou possível. Rildo Martini, diretor de suprimentos da International Papel, que cedeu a área onde foi realizada a Expoforest, considera a feira um núcleo de potencial econômico, uma oportunidade de compartilhar informações com diferentes pessoas e também motivo de orgulho para a IP por suas dimensões sem paralelo. Ele também chamou atenção para a competitividade do Brasil no cenário mundial de florestas e a importância disso na geração de divisas.  

Fonte: INTERACT Comunicação Empresarial

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário